• Langue

A importância do Linguista

O linguista é um profissional pouco conhecido no Brasil e toda empresa deveria ter um, mas poucos sabem disso.


A linguagem é um dos denominadores comuns da humanidade, fato que, graças a língua, nos distingue dos outros animais e é uma característica surpreendente, não?


Ninguém conhece melhor uma língua que o seu próprio falante, mas olhá-la como objeto de estudo, em termos de compreensão dos variados aspectos que a compõe, é trabalho para um profissional da área.


A Linguística é a ciência que estuda a linguagem e o estudo dessa ciência divide-se em compreensão da forma, estrutura, origem, função e uso da língua.


Embora seu estudo central seja a língua, a linguística é multidisciplinar porque trabalha com um objeto complexo que, portanto, requer o olhar teórico de diversas outras áreas de conhecimento.


Como a língua é apreendida ou gerada, descrição de línguas naturais e suas especificidades/particularidades, a busca por sua historicidade, quais as mudanças que ocorrem ao longo do tempo, a psicologia linguística e como ela atua nos processos psicológicos, compreensão da sociolinguística e a relação entre língua e o comportamento social, são algumas das preocupações da linguística.


Em termos gerais, essa disciplina busca entender a linguagem e a comunicação humana. Entender os processos de linguagem e comunicação humana facilita a compreensão sobre nós mesmos e potencializa a compreensão da interação humana através da língua.



Vale dizer que o estudo da língua/linguagem se dá sem juízo de valor, diferente de um estudo prescritivo, a linguística observa para descrever.


“A linguística é o estudo científico da linguagem humana. Diz-se que um estudo é científico quando se baseia na observação dos fatos e se abstém de propor qualquer escolha entre tais fatos, em nome de certos princípios estéticos ou morais. ‘Científico’ opõe-se a ‘prescritivo’. No caso da linguística, importa especialmente insistir no caráter científico e não prescritivo do estudo: como  o objeto desta ciência constitui uma atividade humana, é grande a tentação de abandonar o domínio da observação imparcial para recomendar determinado comportamento, de deixar de notar o que realmente se diz para passar a recomendar o que deve dizer-se”.

MARTINET, André. Elementos de linguística geral. 8 ed. Lisboa: Martins Fontes, 1978.


Será que atribuímos o peso adequado à influência da cultura na hora de nos comunicarmos?


Esse deslize dificulta a redução do abismo linguístico e a melhora do acesso à informação. 

Os falantes têm preferências diversas de realização linguística e essas realizações são baseadas em suas vivências, histórias e culturas, é por isso que todo texto produzido pela sua empresa deve ter o leitor como foco principal, que deve ser considerado em sua totalidade.


Por isso, a Langue possui dezenas de profissionais cadastrados, entre eles linguistas e profissionais de áreas correlatas, para que os serviços de Revisão, Tradução, LEX e Produção de Conteúdo sejam feitos por quem realmente entende de língua.


A língua e a comunicação da sua empresa merecem ser cuidadas por um profissional!


Acesse https://www.langue.com.br/ ou envie um e-mail para contato@langue.com.br e saiba mais.


20 visualizações